Olá!

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, divulgou essa semana a nova linha de crédito imobiliário lançada pelo banco, que terá como referência o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), e terá taxas variando de 2,95% a 4,95% ao ano. Para esses contratos, a mudança significará uma queda de até 51% no valor das prestações, corrigidas pela inflação. Esse novo modelo estará disponível a partir desta segunda-feira (26) e poderá ser usado para financiar até 80% do valor de imóveis novos e usados, com prazo de até 360 meses.

Dessa forma, os contratos de crédito imobiliário não serão mais atualizados pela Taxa Referencial (TR), utilizada nos vínculos mais antigos. Hoje, as taxas dos contratos da Caixa indexados à TR possuem juros variando entre 8,30% e 9,95%, citou Guimarães. “Vamos manter linhas atuais e vamos oferecer linha nova, com o IPCA”, disse ele durante o anúncio.

Segundo expôs, com a adoção do IPCA, haverá queda de 35% no valor da prestação no caso de um financiamento com taxa mais cara (4,95%). Isso na comparação com os contratos tradicionais, ligados à TR. No caso de contratos com taxa mais barata (2,95%), a queda no valor da prestação foi estimada em 51%. “Acreditamos que a linha corrigida pelo IPCA é o futuro”, disse Guimarães.

De acordo com o banco, os contratos com financiamento indexado ao IPCA serão aplicados em novos contratos no Sistema Financeiro Imobiliário (SFI) e no Sistema Financeiro de Habitação (SFH). Os contratos indexados ao IPCA terão prazo de 360 meses e financiamento máximo de 80%.
As simulações já podem ser realizadas no site da Caixa.

Saúde e sucesso sempre! Até o próximo domingo!

Emerson Cortez é empresário e diretor da Cortez Imóveis – cortezemer@hotmail.com